Os Peregrinos

O caminho não é novo... O novo está em nós, no nosso jeito de caminhar!

Ninguém pára esse Vento passando???

“Se oceis pensam que nóis fumo embora,
nóis enganemo oceis...
Nóis fingimo que fumos e vortemos;

ói nóis aqui traveiz!”
(Demônios da Garoa)

Bom, pessoal... Depois da virada do ano e do Carnaval, é agora que tudo recomeça neste país... Inclusive o blog dos peregrinos.

:-D

E recomeçamos com um texto, fruto de nossas reflexões de férias (At 2,12-21):

------------------------------------------------------------------
(A seguinte cena se dá logo depois do milagre de Pentecostes, onde os Apóstolos começam a falar em línguas)

“Sem saber o que pensar, (os que presenciaram a cena) perguntavam uns aos outros: Que significam estas coisas? Outros, porém, escarnecendo, diziam: Estão todos embriagados de vinho doce.

Pedro então, pondo-se de pé em companhia dos Onze, com voz forte lhes disse: Homens da Judéia e vós todos que habitais em Jerusalém: seja-vos isto conhecido e prestai atenção às minhas palavras. Estes homens não estão embriagados, como vós pensais, visto não ser ainda a hora terceira do dia.

Mas cumpre-se o que foi dito pelo profeta Joel (Jl 3,1-5):
Acontecerá nos últimos dias – é Deus quem fala –
que derramarei do meu Espírito sobre todo ser vivo:
profetizarão os vossos filhos e as vossas filhas.
Os vossos jovens terão visões e os vossos anciãos sonharão.
Sobre os meus servos e as minhas servas derramarei,
naqueles dias, do meu Espírito e profetizarão.
Farei aparecer prodígios em cima, no céu,
e milagres embaixo, na terra:
sangue, fogo e vapor de fumaça.
O sol se converterá em trevas e a lua em sangue,
antes que venha o grande e glorioso dia do Senhor.
E então todo o que invocar o nome do Senhor será salvo.

------------------------------------------------------------------

Este texto nos colocou diante da seguinte pergunta:
“O que o texto acima representa hoje para a sua vida e a da sua comunidade?”

Ao que respondemos, depois de refletirmos:

------------------------------------------------------------------
Está faltando à Igreja de hoje confiar um pouco mais na ação do Espírito Santo.

Nossas lideranças se especializaram, ao que parece, em “decretar” onde o Espírito não está. Já, onde Ele está, ninguém sabe muito bem ao certo.

Aí, pra não ter erro, convencionou-se que Deus só pode ser encontrado, com a mais absoluta certeza, nos templos; e que é mais provável Ele falar a teólogos, bispos e padres do que aos leigos.

Como se fosse preciso diploma ou cargo para entender a linguagem do Espírito.

Quem não estudou, ou não ocupa determinada “cadeira”, se diz estar agindo por intermédio do Espírito, ou ganha o título de “Falso Profeta”, ou então só pode estar bêbado.

Certo é que existiram falsos profetas em todos os tempos, como já predizia Jesus... Mas onde está escrito que um dos requisitos para Falso Profeta é não ter diploma ou status?

Será que o Espírito sabia que os Apóstolos eram (quase todos) homens iletrados?

O que houve com o “sopra onde quer”? (Jo 3,8)

Talvez Jesus devesse ser mais claro quanto ao "QUEM QUER"...

3 caminhantes:

Tia Ana disse...

E, infelizmente, a grande maioria ainda acredita que o Espírito Santo é limitado, e só pode agir em pessoas devidamente "diplomadas".
Não sabem, ou se esquecem, de que o véu foi rasgado, e que Jesus nos fez reis e sacerdotes.
Infelizmente, o povo de Deus continua perecendo por falta de conhecimento, ainda que seja bem menos difícil examinar as Escrituras...

quinta-feira, 21 fevereiro, 2008  

Este texto está muito bom!

segunda-feira, 25 fevereiro, 2008  

Bom trabalho ... neste ano de 2008

quinta-feira, 28 fevereiro, 2008